09/08/2011

Comissão de Educação aprova mudança do nome do programa Bolsa Família para Bolsa Escola

O programa Bolsa-Escola foi criado na década de 90 na cidade de Campinas e no Distrito Federal, e assegurava o pagamento de uma bolsa para as famílias carentes que tivessem suas crianças matriculadas no ensino público. Para receber o dinheiro, os alunos deveriam cumprir alguns requisitos básicos, como comparecer a pelo 85 por cento das aulas. Em 2001, o governo federal criou o programa Nacional do Bolsa-Escola, que mudou de nome e foi incorporado em 2003 pelo programa Bolsa Família. O autor do projeto para retomar o nome original do Bolsa-Escola, o senador Cristovam Buarque, do PDT do Distrito Federal, argumenta que a denominação Bolsa Família tem caráter assistencial e perdeu a ênfase educacional. (Cristovam) Quando uma mãe recebe um dinheiro chamado bolsa escola, ela pensa: eu recebo este dinheiro porque meu filho vai à escola. Quando ela recebe o bolsa família, ela pensa: eu recebo esse dinheiro porque minha família é pobre. No primeiro conceito ela inclusive diz eu recebo esse dinheiro porque minha criança vai a escola e através da escola ela sai da pobreza. Na outra ela diz eu recebo esse dinheiro porque minha família é pobre e se eu sair da pobreza eu perco esse dinheiro. O nome escola aí da um conteúdo de consciência. (Cardim) O projeto foi aprovado em caráter terminativo pela Comissão de Educação e segue direto para a análise dos deputados.

Nenhum comentário: