26/05/2011

Sexo oral desprotegido causa câncer

Embora seja um assunto pouco difundido, doenças como o câncer de boca e a orofaringe provocados por sexo oral – sim, isso mesmo que você está lendo – preocupam médicos com o aumento de casos no Brasil. O grande vilão de toda a história é o HPV, papilomavírus humano,
Os casos de câncer de boca e orofaringe relacionados à infecção por HPV (papilomavírus humano), transmitido por sexo oral, que já está presente em 32% dos tumores de boca em pacientes abaixo dos 45 anos. Há uma década, este índice chegava a 5%.

Embora não haja um aumento do número total de casos, há uma mudança no perfil da doença:  antes, cânceres de boca e da orofaringe (região atrás da língua, o palato e as amígdalas) afetavam homens acima de 50 anos, tabagistas e/ou alcoólatras.  Hoje, atingem os mais jovens (entre 30 e 45 anos), que não fumam e nem bebem em excesso, mas praticam sexo oral desprotegido.
Uma recente análise publicada no periódico “International Journal of Epidemiology” mostra que, quanto maior o número de parceiras com as quais pratica sexo oral e quanto mais precoce for o início da vida sexual, mais risco o homem terá de desenvolver câncer causado pelo HPV.
A vacina contra o HPV não é aprovada para homens no Brasil. Nos EUA, onde foi liberada, a imunização masculina não protege contra o HPV 16, o tipo que mais causa câncer de boca e de orofaringe.  No Brasil, só mulheres entre 9 e 26 anos têm indicação para a vacina contra quatro tipos de HPV, entre eles o 16. Mas a imunização só existe na rede privada, ao custo médio de R$ 900.

Nenhum comentário: